segunda-feira

Cereais integrais dão um trato em sua saúde e longevidade, atestam novas pesquisas

.

As dietas à base de produtos integrais, e naturais, não só os cereais, incluindo, também, produtos orgânicos ou que passaram ao largo de tanto processamento industrial, sempre foram consideradas como fatores de qualidade de vida – como a minimização de ocorrências de doenças e achaques de todo tipo – como a própria longevidade.

Entretanto, pouca gente “tem peito” para encarar uma dieta considerada por muitos como tão restritiva aos tais prazeres gastronômicos mundanos, muitos dos quais encontrados nos “Mcs” da vida e seus congêneres.

Esta ideia que vai conferir logo abaixo, pega um dos pontos principais de toda dieta natural – com tudo que pode trazer de bom – que são os cereais integrais.

Confira!
"Consumo de cereais integrais pode aumentar a longevidade, diz estudo
Três porções diárias de cereais integrais reduzem mortalidade por doenças. Nutricionista comenta, em vídeo, sobre importância dos cereais.

Uma dieta que inclui três porções diárias de cereais integrais pode ajudar as pessoas a viverem mais, inclusive reduzindo taxas de mortalidade por doenças cardiovasculares e câncer, de acordo com um estudo publicado on-line no Circulation, o periódico da Associação Americana do Coração, na segunda-feira.

Pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, observaram que o consumo de uma porção diária de 16 gramas de cereais integrais reduzia em 7% o risco de morte em geral, incluindo uma queda de 9% no risco de morte por doença cardíaca e de 5% no risco de morte relacionada ao câncer.

Aumentando o consumo de grãos integrais para três porções diárias, ou 48 gramas, o risco de morte em geral caiu cerca de 20%, incluindo uma diminuição de 25% no risco de morte por doença cardíaca e de 14% no risco de morte associada ao câncer.

Para a pesquisa, os cientistas analisaram os resultados de mais de 12 estudos anteriores realizados entre 1970 e 2010 nos Estados Unidos, no Reino Unido e nos países escandinavos, envolvendo 786.076 homens e mulheres.

"Estes resultados apoiam ainda mais as orientações alimentares atuais, que recomendam pelo menos três porções diárias (ou 48 gramas) de grãos integrais para melhorar a saúde a longo prazo e evitar a morte prematura", disse o autor sênior Qi Sun, do Departamento de Nutrição da Universidade de Harvard, em um comunicado.

O pesquisador alertou sobre as dietas populares de baixa ingestão de carboidratos, que ignoram os benefícios dos grãos integrais, dizendo que elas deveriam ser "adotadas com cautela" porque podem estar associadas a um maior risco de doença cardíaca e morte.

Os cereais integrais incluem alimentos como trigo integral, aveia, arroz integral e quinoa. Eles contêm fibras, que podem melhorar os níveis de colesterol e diminuir o risco de doença cardíaca, acidente vascular cerebral, obesidade e diabetes do tipo dois.

Os grãos integrais também fornecem nutrientes como vitamina B e minerais que são perdidos durante o processo de refino.

A Associação Americana do Coração recomenda uma dieta rica em frutas e legumes, e diz que pelo menos a metade dos grãos ingeridos devem ser integrais.

Entre os participantes dos estudos analisados, houve um total de 97.867 mortes, incluindo 23.597 mortes por doenças cardiovasculares e 37.492 mortes por câncer.

Da France Presse

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*


Share/Save/Bookmark

Nenhum comentário:

Postar um comentário