quarta-feira

Como começar a reduzir a sua pegada ecológica


As preocupações com a “pegada ecológica” individual ainda não entraram no universo pessoal das pessoas que, em sua maioria, não tem muita noção do que isto significa e, muito menos, como reduzi-la ou compensá-la.

A pegada ecológica é a somatoria de todas as nossas atividades no cotidiano, que vão desde o transporte, o uso de eletroeletronicos até o consumo em todas as suas formas.

Não é possivel zerá-la, mas, é possivel reduzí-la, pois, grande parte dela ocorre em função do desperdício, dos excessos, do uso irrefletido e desnecessário dos recursos naturais ou não e do consumo pelo consumo.

Logo, reduzí-la é refletir e repensar atitudes, procedimentos, paradigmas e a forma como nos relacionamos com tudo isso e com o meio ambiente.

Hoje, já existe um “negócio”, ainda pontual, de venda de compensações do carbono emitido individualmente ou por empresas de todo tipo. Para empresas e governos, a questão do aquecimento global e meio ambiente é uma grande oportunidade de fazer um marketing ecológico-ambiental que pode gerar dividendos com imagem e com clientes mais conscientes.

Entretanto, a pegada ecológica individual pode – e deve – ser atenuada com medidas simples de racionalização do uso da água e energia, por exemplo, bem como atitudes no trato dos resíduos ou descartados como a sua separação doméstica – para a coleta seletiva – tudo, relativamentre simples, que exige apenas um pouco mais de atenção e cuidado, mas de importância significativa na preservação do meio ambiente e das condições de vida no planeta.

Leia os artigos abaixo e veja como começar a fazer isso:
Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações.

Share/Save/Bookmark

2 comentários:

  1. É isso Mateus!

    Independente das controvérsias sobre o aquecimento global, o fato é que não precisamos ir muito longe ou buscar muitas teorias para verificamos, perto de nós mesmos, como as nossas atividades e atitudes impensadas e pouco racionais comprometeram, e comprometem, as condições ambientais onde vivemos e afetaram a nossa qualidade de vida.

    O lance é “fazer a nossa parte”, não é verdade?

    Vejo este blog como uma extensão do que já venho fazendo no meu cotidiano.

    Um grande abraço

    ResponderExcluir