quarta-feira

Porque não existem terremotos no Brasil?


Clique na imagem para ampliar
Quando ocorrem terremotos, principalmente tão perto como no país vizinho, o Chile, embora preocupados, não deixamos de nos sentir aliviados por morarmos no Brasil e não termos que conviver com expectativa tão aterradora de ser surpreendidos a qualquer momento – no Chile, agora, às 3h34 da madrugada – por uma força tão poderosa como destruidora da natureza.

Mas, se tão perto, porque eles não nos atingem? Tecnicamente, o que ocorre é que, como as atividades sísmicasvulcões e terremotos ocorrem em áreas de encontro de placas tectônicas – tipo gomos que constituem a crosta terrestre, como uma bola de futebol – o território brasileiro está localizado, inteiro, sobre uma dessas placas, a Placa Sul-Americana, como você vê, na cor rosa, na imagem acima e, no máximo, receberia reflexos das atividades que ocorrem nos encontros com a Placa de Nazca – na linha pontilhada, à esquerda – onde se localiza o Chile.

Teoricamente, em todos os países localizados sobre este encontro de placas, ou em suas bordas, os terremotos são inevitáveis, como o Japão, por exemplo, localizado sobre o encontro de 3 placas tectônicas, que convive, praticamente, com terremotos diários, que embora pequenos, pode ser surpreendido a qualquer momento por um mais forte e destruidor.


Não há nada que o homem possa fazer para impedir, nem mesmo prever com exatidão um terremoto, que potencializa o seu poder de destruição, exatamente, pelo fator surpresa e, só restando ao país atingido administrar os estragos e mortes.

Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações.


Share/Save/Bookmark

8 comentários:

  1. Na verdade existem terremotos no Brasil sim. Não com a mesma intensidade, mas acontecem. Inclusive um de 4.9 graus no Acre este ano.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Tremores de terra não significam necessariamente, atividades sísmicas ou terremotos, que estão associadas ou são consequências de movimentos de placas tectônicas. Os tremores de terra observados no país, são o que tecnicamente se denomina acomodação de terras no subsolo.

    Mesmo por ocasião do terromoto no Chile, quando se registraram tremores leves em São Paulo, por exemplo, isso ocorreu em função da natureza do subsolo sob a capital, que refletiu vibações, o que não aconteceu – ao que se sabe – nas localidades entre o Chile e a capital paulista.

    Tecnicamente, o Brasil está sobre a placa tectônica Sulamericana, como se vê na imagem, e as atividades sísmicas que ocorrem em suas bordas podem, eventualmente, se refletir em algum local no subsolo do país. Logo, acomodações de terra ou reflexos de terremotos que ocorrem nas áreas do encontro de placas, é o que efetivamente ocorre no país.

    ResponderExcluir
  5. obrigado ajudou no meu trabalho de ciencias

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Bom que tenha sido útil para você.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. Obrigada Vcs Me Ajudaram Muito!!!!! Deus Abençoe! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém!


      Ficamos felizes com isso.


      Um abraço

      Excluir