sexta-feira

Um litro de etanol de milho gasta 1 litro de petróleo e 2.138 litros de água para ser produzido

Apesar das perspectivas catastróficas para o meio ambiente em decorrência do aquecimento global, a lógica das ações, ou reações, e procedimentos continuam sendo o lucro e não, exatamente, a preservação das condições de vida no planeta.

Os biocombustíveis que surgiram como solução na substituição dos combustíveis fósseis, é um flagrante exemplo disso.

O sistema de produção do etanol com o milho nos EUA, utiliza 1 litro de petróleo e inacreditáveis 2.138 litros de água para produzir um litro de etanol. São dados publicados por cientistas do Departamento de Engenharia de Bioprodutos e Biossistemas da Universidade de Minnesota, nos EUA.

Isso, além de provocar a escalada nos preços do milho que é base na alimentação em muitos países, inclusive os próprios EUA.

A idéia de que o combustível é o problema a ser vencido, dissimula o fato de que a água que é o recurso mais precioso e cada vez mais raro no planeta, com perspectivas apocalípticas para as próximas décadas, já é um problema real, hoje, para mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo.

Segundo estimativas de organismos da ONU, estes mais de 1 bilhão de pessoas, teem dificuldade, hoje, para suprir suas necessidades de água para consumo imediato, ou seja, matar a sede.

O que existe, de fato, a nível de governo e das empresas é um jogo de cena e articulação de como faturar cada vez mais com a “crise” do meio ambiente. Como se sabe, por mais que ele, o aquecimento global, venha a afetar os países desenvolvidos, a fatura mais pesada vai ser paga pela turma de sempre.

Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações.


Share/Save/Bookmark

2 comentários:

  1. Oi, vim conhecer seu blog e desejar bom fds
    bjss

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir
  2. Oi, vim conhecer seu blog e desejar bom fds
    bjss

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir